Grupo União Contábil

Remunerações dos sócios das empresas? - Grupo União Contábil

  • Home
  • Quais são as remunerações dos sócios das empresas?
Quais são as remunerações dos sócios das empresas?

Quais são as remunerações dos sócios das empresas?

julho 12, 2022 admin 0 Comments

As principais formas de remunerações dos sócios de uma determinada empresa são através do pró-labore e da distribuição de lucros. Esses dois fatores são de extrema importância na eficácia do processo de controle financeiro do negócio. 

Dessa forma, é essencial conhecer a função de cada uma na empresa e sanar as dúvidas para não haver complicações nos custos, já que há duas maneiras de remunerações dos sócios: o pró-labore e a distribuição de lucros.

Remunerações dos sócios

Pró-labore

A expressão pró-labore trata-se de um termo derivado do latim, que significa “pelo trabalho”. Refere-se ao serviço prestado pelos sócios e administradores para a empresa. Essa remuneração geralmente caracteriza-se de forma fixa e predeterminada, definida conforme o valor do mercado de cada atividade profissional.

Ele é definido como uma despesa administrativa que necessariamente deve ser paga nas obrigações da companhia, tendo como finalidade a orientação para inclusão nos custos.

Assim, se o sócio não exerce nenhuma atividade ou função na empresa, ele não receberá pró-labore, e sim somente através da divisão de lucros a sua remuneração. Esta parte ficou um pouco confusa, talvez algo do tipo: “, sua remuneração ocorrerá somente através da divisão de lucros.”

A partir disso, é necessária a realização do cálculo do pró-labore para ser alcançado um pagamento justo para os sócios. Por isso, a empresa tem o papel de determinar, com seus sócios, o valor do pró-labore que possui um teto máximo e mínimo na tabela da Previdência Social, tendo em vista que esse valor não deve em hipótese alguma ser inferior ao salário-mínimo estabelecido.

Para que a empresa tenha sucesso durante este processo, é essencial realizar uma ampla pesquisa de mercado para que essa média salarial dos profissionais que exercem as mesmas atividades, seja distribuída da forma correta.

Ademais, o pró-labore não necessariamente precisa ser sempre um valor, podendo ser alterado de forma posterior pela empresa a qualquer momento. Além disso, há também a incidência e aplicação de tributos determinados, do INSS, 11%, e também do Imposto de Renda, de 0 a 27,5% a partir do valor recebido em cada ocasião.

Distribuição de lucros

Outro principal meio de remunerações dos sócios das empresas se dá pela distribuição de lucros. Neste cenário, o valor a ser pago está ligado proporcionalmente ao investimento inicial realizado pelos administradores e sócios que resultarem dos resultados gerais da empresa, havendo assim retirada de capital somente quando há lucro.

Além disso, diferentemente da pró-labore, a distribuição de lucros não sofre com nenhuma tributação, desde que seja registrada e divulgada de forma contábil pela própria empresa. 

Nesse caso não há um prazo determinado para que essa distribuição ocorra, podendo assim ser tanto mensal quanto anual. O cálculo dessa remuneração exige uma apuração eficaz nos resultados da empresa, removendo todas as despesas e custos ocorridos durante o determinado período em questão.

O processo também inclui a criação de reserva de lucros para aplicação futura em novos projetos de investimentos. E por fim, o valor restante do lucro geral obtido é distribuído entre todos os sócios conforme a participação de cada um em relação ao capital e função na empresa.

Agora que você já conhece as principais opções de remuneração para sócios dentro de uma empresa poderá melhorar seu desempenho no processo de planejamento, otimizando a gestão do setor financeiro e possibilitando uma organização eficaz.

No Grupo União Contábil você tem a orientação que precisa para guiá-lo da melhor maneira nas dúvidas e desafios presentes no meio contábil.

Entre em contato conosco!

leave a comment